capa noticia

Dia da Consciencialização do Stress

O dia da Consciencialização do Stress tem vindo a ser celebrado na primeira quarta-feira de Novembro e este ano não é exceção. No dia 3 de Novembro, pretende-se assinalar este dia, como um dia para valorizar a importância do bem-estar físico e mental. Esta data foi definida pela primeira vez em 1998, pela ISMA (International Stress Management Association) no Reino Unido.

Para isso são partilhadas várias informações e estratégias de combate ao stress, à ansiedade e à depressão, por diferentes entidades que lutam por esta causa. Vivemos numa altura em que a depressão e ansiedade são cada vez mais comuns e OMS chegou a classificar a depressão como a “epidemia de saúde do século XXI”. Estamos a falar de 400 mil pessoas, só em Portugal e 300 milhões de pessoas no mundo, segundo a DGS e a OMS.

As perturbações mentais afetam diferentes tipos de pessoas, de todas as idades e é um tema que tem de ser falado e aprofundado por todos nós. Ao falar do assunto já estamos a contribuir de alguma maneira.

O Dia da Consciencialização do Stress é uma oportunidade para cada um de nós reflectirmos e tentarmos identificar pressões que tenhamos ou pequenos sinais depressivos que possamos combater. Cada pessoa, mesmo tendo experiências e estilos de vida diferentes, está sujeita a ter traumas causadores deste tipo de condições que afetam a saúde mental.

Este tema pode ser associado tanto à vida pessoal do indivíduo, como à vida profissional.

Daí ser um dia tão importante para as entidades que nele participam, porque o ambiente profissional em que cada um se insere pode ser tanto positivo, como negativo para a nossa estabilidade.

No que toca à vida profissional, manter os trabalhadores saudáveis e motivados, reflecte-se também no sucesso da empresa, sendo mais um fator de interesse para o empregador. É extremamente importante e necessário que a política da organização e o relacionamento entre colaboradores seja saudável.

 

Para manter um ambiente profissional saudável existem várias estratégias, a título de exemplo, temos:

Criar uma equipa para a gestão de conflitos. Esta iniciativa permite não só identificar problemas existentes, como procura resolvê-los para que estes não ganhem uma dimensão desnecessária, e assim, são respeitados e ouvidos todos os colaboradores.

Recolher frequentemente o feedback/opiniões de todos os colaboradores e atuar em conformidade.

Promover eventos fora do local de trabalho, permite reforçar o espírito de equipa e fomentar as relações de uma forma descontraída e natural. Esta é uma das mais importante, uma vez que aumenta imenso o nível de satisfação do trabalhador. Quando se trabalha entre amigos, o sucesso empresarial é superior.

Ter horários flexíveis, o que permite ao colaborador sentir-se mais livre e consequentemente gerir-se melhor de forma a não comprometer o trabalho.

Promover hábitos saudáveis dentro da empresa, promover a formação dos trabalhadores, garantindo-lhes um futuro mais promissor, entre tantas outras estratégias.

Resumidamente, o ambiente profissional reflecte-se bastante na vida pessoal de cada um dos seus colaboradores. Assim, ao aplicar estas estratégias e outras, não só temos vantagens ao nível da produtividade, como também no desempenho e qualidade de vida nos nossos funcionários.

Numa perspectiva pessoal, à parte da vida profissional, também existem várias estratégias de combate ao stress. Nós somos responsáveis pela nossa saúde, quer física, quer mental e devemos fazer o que estiver ao nosso alcance para a melhorar diariamente, com práticas simples e eficazes.

Todos sabemos as vantagens do exercício físico tendo a sua importância e identificando-se como uma das estratégias de combate ao stress.

Outros exemplos são:

– Manter uma alimentação saudável;

– Descansar bem;

– Optar por calmantes naturais;

– Consultar um especialista;

– Dedicar todos os dias um tempo à diversão, à família e amigos;

– Ouvir música relaxante;

– Ter bons hábitos, um estilo de vida saudável.

– Aceitar o que não podemos mudar e abstrairmo-nos disso;

– Não sermos demasiado exigentes connosco próprios;

– Escrever pensamentos e objectivos;

– Manter o contacto com a natureza;

– Quebrar a rotina com actividades novas;

– Fazer uma melhor gestão do tempo e aprender a gerir melhor as emoções, etc.

No fundo, a nossa saúde mental é trabalhada diariamente, com as nossas actividades, obrigações e pensamentos diários. A receita é saber lidar com estes três factores da melhor forma, para que estes não nos causem stress e posteriormente patologias graves, como é o caso da depressão, que serão mais difíceis de combater.

Há que saber o que nos faz bem e alimentar esses hábitos para que possamos viver uma vida equilibrada e serena. Esse é um trabalho diário, que exige mais esforço para uns do que para outros, mas é muito gratificante.

Acima de tudo o resto, permite-nos assumir o controlo da nossa vida.
Não adie, comece já hoje a mudar os maus hábitos e a viver uma vida melhor e mais saudável.

Nós estamos cá para o auxiliar neste processo, caso necessite da nossa ajuda. E nesse caso marque já a sua consulta em curapura.pt

Newsletter

Partilhar

Compartilhar em facebook
Compartilhar em whatsapp
Compartilhar em telegram
Compartilhar em email

Mais
artigos

Dia Nacional

Dia Nacional do Não Fumador

O dia nacional do não fumador é celebrado a 17 de novembro, foi criado por uma Resolução do Conselho de Ministros, e tem como propósito

Ler Mais »
Dia Mundial

Dia Mundial da Diabetes

O Dia Mundial da Diabetes é celebrado anualmente a 14 de novembro. Foi criado em 1991 pela OMS e pretende dar resposta às preocupações geradas

Ler Mais »
Pressione Enter para pesquisar ou Esc para fechar